Com o propósito de apresentar à comunidade uma alternativa de ocupação dos tempos livres no atual contexto de pandemia, o Centro de Inovação Social (CIS) da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora, promove a atividade Manhãs com Empreendedores Sociais.

A iniciativa, dinamizada por empreendedores em processo de incubação no CIS, pretende dinamizar, gratuitamente, oficinas pedagógicas temáticas, dirigidas a crianças e jovens, nas quais são testadas e desenvolvidas metodologias inovadoras.

Na próxima sessão, a decorrer dia 31 de agosto, será Marta Pereira, CEO da MindTrain, a desenvolver um laboratório de computação criativa, o qual visa estimular o raciocínio lógico, abstrato e sistemático das crianças e jovens, trabalhando colaborativamente em ambiente Scratch no desenvolvimento de jogos interativos e outras animações.

Ao oferecer uma alternativa ao processo tradicional de aprendizagem e compreensão da matemática, Marta Pereira pretende contribuir para diminuição do insucesso escolar nesta área especifica.

Na última sessão das Manhãs com Empreendedores Sociais, que decorrerá no dia 8 de setembro, crianças e jovens terão a oportunidade de participar numa iniciativa, conduzida por Cátia Ambrósio.

A fundadora do projeto AlénFala propõe-se a facilitar a aprendizagem de Língua Gestual Portuguesa através de metodologias alternativas, sensibilizando para a necessidade da inclusão social de pessoas com fortes limitações na comunicação oral.

O primeiro convidado desta iniciativa foi Luís Barrigoto, responsável pelo projeto Xadrez Terapêutico, da Associação AXAT.

Este empreendedor utiliza o xadrez tradicional para desenvolver competências como a concentração, a persistência, a intuição, a memória, a análise critica e a tomada de decisão. A sua metodologia incide nas áreas do treino e reabilitação cognitiva, perturbações de hiperatividade/défices de atenção (PHDA) e perturbações do espectro do autismo (PEA).

No dia 27 de agosto, a sessão foi dinamizada por Carlos Ramos, fundador do projeto Board Games For Training da B de Brincar que, utilizando modernos e estimulantes jogos de tabuleiro, procura treinar a atenção, a partilha, a cooperação, a capacidade de aguardar pela vez, a tolerância à frustração e a aprendizagem de lidar adequadamente com a vitória ou com a derrota, de forma lúdica e divertida.

“Perante o atual contexto pandémico, a Fundação Eugénio de Almeida compromete-se a participar ativamente na construção de uma comunidade forte e unida. Por esta razão, o Centro de Inovação Social – que pretende investir em diferentes segmentos geracionais da comunidade para incentivar o interesse pelo empreendedorismo – irá dinamizar as Manhãs com Empreendedores Sociais, acreditando que esta é uma alternativa de ocupação dos tempos livres que beneficiará crianças e jovens”, afirma Henrique Sim-Sim, coordenador da Área Social e de Desenvolvimento da Fundação Eugénio de Almeida.

As sessões, com participação gratuita, mediante inscrição prévia e limitada às vagas existentes, decorrem preferencialmente nos espaços exteriores do Centro de Inovação Social da Fundação Eugénio de Almeida, cumprindo todas as orientações de segurança e higiene indicadas pela DGS.

Esta é uma iniciativa financiada pelo POISE, Portugal 2020 e Portugal Inovação Social, através de Fundos da União Europeia, e dos investidores sociais DECSIS (em parceria com OutSystems e CISCO), Montepio, E&Y e CIMAC.

Nota de Imprensa

Fonte : Fundação Eugénio de Almeida

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Please enter your name here