Telefonia do Alentejo

Artigo de Opinião de Elga Freire, Internista e Membro da SPMI

Tabagismo: um desafio de prevenção e tratamento

Dia Mundial sem Tabaco assinala-se a 31 de maio

Autor :Nota de Imprensa

31 Maio 2019

No dia 31 de maio assinala-se o Dia Mundial sem Tabaco, e a Medicina Interna não pode deixar de assinalar esta data, uma vez que todos os dias trata doentes que o são porque fumam ou fumaram.

A “Doença Tabágica”, ou seja, as repercussões do tabaco ao nível da saúde são sistémicas, pode atingir todos os órgãos. Sendo a Medicina Interna a especialidade que trata as doenças sistémicas, não podemos deixar de incluir a cessação tabágica como uma prioridade no tratamento dos doentes.

Falamos das diferentes repercussões do tabaco: DPOC (doença pulmonar obstrutiva crónica), doenças cardiovasculares (angina e enfarte do miocárdio), AVC (acidente vascular cerebral), doença arterial periférica, cancros nomeadamente do pulmão, da laringe, da bexiga, do rim, lesões oculares que podem levar à cegueira, entre outras.

A cessação tabágica é essencial na abordagem dos doentes fumadores com doenças atribuídas ao tabaco, uma vez que é a medida mais eficaz no seu tratamento e, em muitos casos, a única que pode travar a sua progressão.

Em 2002, o Serviço de Medicina do Centro Hospitalar Universitário do Porto colaborou na organização de uma Consulta Multidisciplinar de Cessação Tabágica, juntamente com o Serviço de Psiquiatria de Ligação. Trata-se de uma consulta para pacientes que necessitam de uma intervenção intensiva e inclui consultas individuais e consultas de grupo de doentes.

Mas, mais importante que tratar as doenças associadas ao tabaco, é a sua prevenção. Assim, para além de ajudar as pessoas doentes a deixar de fumar, também são nossa preocupação e alvo de cuidados as pessoas saudáveis que fumam, nomeadamente profissionais da Instituição.

Assinalamos anualmente o dia 31 de maio com sessões de sensibilização para a população, incluindo os mais novos, que ainda não fumam. Sabemos que a sensibilização deve começar nas escolas.

De acordo com a recomendações da Direção-Geral da Saúde de 2007, “todos os profissionais de saúde têm a responsabilidade de promover estilos de vida saudáveis e de prestar cuidados preventivos à população, independentemente do tipo de cuidados que prestem e do local de trabalho onde exerçam, em particular no que se refere à prevenção e tratamento do tabagismo. A maioria da população recorre, em diversos momentos, a uma consulta médica ou a outros serviços de saúde, o que oferece excelentes oportunidades para a avaliação do consumo de tabaco e a promoção da cessação tabágica.”

Sobre a SPMI

A Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) é uma associação científica, fundada em 1951. Tem como finalidade promover o desenvolvimento da Medicina Interna ao serviço da saúde da população portuguesa. Promove ainda a investigação e o estudo de problemas científicos, bem como a organização de atividades educacionais, no âmbito da formação contínua, dirigidas aos médicos e à população em geral, no campo da Medicina Interna. Para mais informações consulte https://www.spmi.pt/

OPINIÓN DE NUESTROS LECTORES

Da tu opinión

Incorrecto intentelo de nuevo
NOTA: Las opiniones sobre las noticias no serán publicadas inmediatamente, quedarán pendientes de validación por parte de un administrador del periódico.

NORMAS DE USO

1. Se debe mantener un lenguaje respetuoso, evitando palabras o contenido abusivo, amenazador u obsceno.

2. www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt se reserva el derecho a suprimir o editar comentarios.

3. Las opiniones publicadas en este espacio corresponden a las de los usuarios y no a www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt

4. Al enviar un mensaje el autor del mismo acepta las normas de uso.