Telefonia do Alentejo

“Cosibot” está em diversas línguas e tem versões locais para vários países

Startup luso-alemã com génese em Évora criou chatbot sobre a Covid-19

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redação DS

23 Maio 2020

Já conhece a Helena? Ela é a assistente virtual ao serviço do Cosibot Portugal, um chatbot sobre a Covid-19 criado por uma startup luso-alemã com génese em Évora.
Mas afinal o que é um chatbot? “É um programa de inteligência artificial que conversa com os utilizadores, tira dúvidas, responde a questões e informa-os sobre temas específicos”, esclarece fonte do projeto.
No caso do Cosibot, o tema em destaque é o novo coronavírus, sendo as suas respostas baseadas “em fontes credíveis e oficiais”, é garantido pelos promotores do chatbot.
Na nota de imprensa enviada ao Grupo Diário do Sul, é explicado que o Cosibot foi desenvolvido pela “ROBO.AI, uma startup luso-alemã que desenvolve soluções de Inteligência Artificial (AI), Conversational AI e Customer Service Messaging”.
Segundo a mesma fonte, “a ROBO.AI surgiu como um produto da Two Impulse, uma empresa com sede em Évora”, sublinhando que “a ROBO.AI, atualmente, já evoluiu para uma empresa que partilha alguns recursos com a Two Impulse”.
No mesmo documento, é referido que “a ROBO.AI respondeu ao desafio colocado pela atual pandemia da Covid-19 e desenvolveu um chatbot para oferecer aos cidadãos europeus informação confiável e atualizada num só local, respondendo a questões específicas”.
De acordo com a informação disponível, “este chatbot encontra-se acessível em múltiplos canais (web, Facebook, Messenger, WhatsApp e SMS), incluindo voz e em várias línguas, com versões locais para vários países”.
Acrescenta ainda que “o Covid-19 Stay Informed Bot (Cosibot) está disponível 24 horas por dia e ajuda a reduzir a pressão sobre os call-centers”, considerando que “é uma arma poderosa para combater ‘fake news’”.
Ao mesmo tempo, os promotores do projeto frisam que “fornece uma ferramenta às entidades públicas para aceder à voz do cidadão e avaliar em tempo real o sentimento geral da opinião pública”.
De salientar que “o Cosibot fornece respostas verificadas e atualizadas sobre a atual epidemia do novo coronavírus, permitindo a todos os cidadãos colocar questões escritas ou por voz para aceder a informação credível e verificada por parte de fontes estatais”.
A mesma fonte evidencia que “o Cosibot beneficia do estado da arte de ‘Machine Learning’, a qual permite ao chatbot aprender em tempo real e melhorar continuamente a qualidade e relevância das respostas”.
Paulo Nunes, CEO da ROBO.AI, citado na nota de imprensa, frisou que “a pandemia da Covid-19 é um desafio a uma escala global e a equipa da ROBO.AI tem trabalhado intensamente para responder a este desafio”.
Mencionou que “estamos convencidos de que o estado da arte da Inteligência Artificial pode ter um papel decisivo na luta contra esta pandemia, promovendo sociedades mais informadas e resilientes”.
No mesmo comunicado é explicitado que “o Cosibot foi lançado na Alemanha (com uma versão em alemão) a 20 de março, sendo que uma versão internacional em inglês foi também lançada no mesmo dia”.
Dar nota ainda de que “a versão para Portugal (em português) foi lançada a 30 de março”.
A mesma fonte adianta que “a ROBO.AI encontra-se agora a expandir o número de linguagens nas quais o Cosibot está disponível, bem como a desenvolver versões locais para outros países europeus, na língua de cada país”.
No entanto, constata que “este é um empreendimento cuja magnitude excede a capacidade atual de uma ‘startup’ desta dimensão”.
Por isso, “a ROBO.AI encontra-se ativamente à procura de parceiros de negócio, de media e de tecnologia dispostos a partilhar este percurso, bem como de patrocinadores que a possam apoiar financeiramente”, garantem os promotores.
Por fim, fica a sugestão de aceder a um dos canais onde o Cosibot Portugal está disponível e testar este chatbot, “conversando” um pouco com a Helena.
Através desse contacto poderá obter resposta a questões como “os utentes sem suspeita de Covid-19 devem contactar quem ou quais os apoios que tenho para ficar em casa com os meus filhos”.

OPINIÓN DE NUESTROS LECTORES

Da tu opinión

Incorrecto intentelo de nuevo
NOTA: Las opiniones sobre las noticias no serán publicadas inmediatamente, quedarán pendientes de validación por parte de un administrador del periódico.

NORMAS DE USO

1. Se debe mantener un lenguaje respetuoso, evitando palabras o contenido abusivo, amenazador u obsceno.

2. www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt se reserva el derecho a suprimir o editar comentarios.

3. Las opiniones publicadas en este espacio corresponden a las de los usuarios y no a www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt

4. Al enviar un mensaje el autor del mismo acepta las normas de uso.