radio
Telefonia do Alentejo

Campanha Olhe pelas suas Costas alerta

Algumas tarefas próprias da época natalícia podem provocar dor nas costas

Fonte: Nota de Imprensa

16 Novembro 2017

Entre colocar as luzes, carregar caixas com as decorações, pegar nos sacos com as prendas e passar horas em pé a cozinhar, os dias que antecedem o Natal são propícios a esforços desadequados e a um risco acrescido de dores na coluna. A campanha Olhe Pelas Suas Costas deixa algumas recomendações para evitar essas dores ou lesões, durante esta quadra que se aproxima.

Paulo Pereira, neurocirurgião e coordenador nacional da campanha Olhe Pelas Suas Costas, relembra que “a prevenção é sempre a melhor arma e devemos estar especialmente atentos aos movimentos suscetíveis de prejudicar a nossa coluna. As pessoas já tendem, habitualmente, a desvalorizar a importância de realizar corretamente as tarefas do quotidiano e, com o entusiasmo associado a esta época festiva, é comum que ignorem as recomendações para a realização de algumas tarefas associadas aos preparativos do Natal”.

“Por exemplo, as pessoas devem montar a árvore de Natal mantendo uma postura correta, com as costas direitas, dobrando os joelhos e as ancas para apanhar os objetos que estão encaixotados no chão, evitando curvaturas que podem prejudicar a coluna vertebral”, explica o médico.

A campanha Olhe Pelas Suas Costas deixa ainda outras recomendações e conselhos para os preparativos natalícios:
Em vez de carregar as caixas mais pesadas sozinho, pedir ajuda e partilhar o peso da carga. Em alternativa pode arranjar um carrinho para carregar essas caixas.
Ao levantar objetos do chão deve fazê-lo mantendo as costas direitas e os objetos encostados ao seu tronco
Subir e descer os escadotes com cuidado e segurança, garantindo que estes se encontram bem apoiados
Evitar estar muito tempo de pé parado, como acontece nas filas para o pagamento das compras, preferindo alturas de menor afluência
Distribuir os sacos das compras por ambos os braços, evitando carregar o peso de um só lado.

Um estudo realizado no âmbito da campanha Olhe Pelas Suas Costas indica que 7 em cada 10 pessoas sofrem de dores nas costas, ou seja, mais de 70 por cento da população portuguesa. No entanto, quase metade dos portugueses admite que nunca ouviu falar de doenças relacionadas com dores nas costas.

OPINIÓN DE NUESTROS LECTORES

Da tu opinión

Incorrecto intentelo de nuevo
NOTA: Las opiniones sobre las noticias no serán publicadas inmediatamente, quedarán pendientes de validación por parte de un administrador del periódico.

NORMAS DE USO

1. Se debe mantener un lenguaje respetuoso, evitando palabras o contenido abusivo, amenazador u obsceno.

2. www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt se reserva el derecho a suprimir o editar comentarios.

3. Las opiniones publicadas en este espacio corresponden a las de los usuarios y no a www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt

4. Al enviar un mensaje el autor del mismo acepta las normas de uso.