radio
Telefonia do Alentejo

Monforte

SOPAS JUNTAM MAIS DE 400 SOLIDÁRIOS

Fonte: Nota de Imprensa

04 Dezembro 2017

Realizou-se no dia 22 de novembro, na Sala Polivalente Municipal, em Monforte, o II Festival de Sopas Solidárias organizado pela Operação Agir3G/Monforte (CLDS - Contratos Locais de Desenvolvimento Social) em parceria com a Câmara Municipal de Monforte, às quais se associaram a Santa Casa da Misericórdia de Monforte, o Centro Social de Santo António de Vaiamonte, a Fundação Vaquinhas e Velez de Peso (Assumar), o Centro Social e Paroquial de Santo Aleixo, o Centro de Dia de Nossa Senhora dos Milagres (Assumar), a Associação dos Bombeiros Voluntários de Monforte e o Agrupamento de Escolas do Concelho de Monforte.
A Operação Agir3G ofereceu o “kit” (tijela de barro alusiva ao evento, talheres, guardanapos e pão) necessário para degustar à discrição as sopas que cada uma das entidades aderentes confecionou e o serviço do bar foi atribuído aos Bombeiros Voluntários.
Para além do lucro resultante da venda de outros produtos (bolos, salgados e sobremesas) efetuada diretamente pelos organismos nos seus espaços, as receitas angariadas com a aquisição do “kit” reverteram a favor das IPSS’s participantes e, no final do evento, foram entregues aos respetivos representantes pelo Presidente do Município, Gonçalo Lagem, que se fez acompanhar por Rui Maia da Silva, o Presidente da Direção do Centro de Dia de Nossa Senhora dos Milagres, a entidade gestora da Operação Agir3G/Monforte, e pelas técnicas responsáveis pelas atividades da Operação, nomeadamente Helena Correia, Carla Mestre e Carla Ferreira.
Na sua intervenção, Gonçalo Lagem congratulou-se, sobretudo, pela forma admirável como as pessoas voltaram a responder ao apelo, pois, se o primeiro Festival, realizado no ano anterior, resultou num êxito assinalável, a participação de mais de 400 solidários, registada este ano, tornou esta edição mais surpreendente, e elogiou o trabalho exemplar que é executado diariamente pelos funcionários, na sua grande maioria mulheres, em particular as auxiliares, que trabalham nas instituições que cuidam de idosos, realçando o quanto essas valências sociais são cada vez mais imprescindíveis.

OPINIÓN DE NUESTROS LECTORES

Da tu opinión

Incorrecto intentelo de nuevo
NOTA: Las opiniones sobre las noticias no serán publicadas inmediatamente, quedarán pendientes de validación por parte de un administrador del periódico.

NORMAS DE USO

1. Se debe mantener un lenguaje respetuoso, evitando palabras o contenido abusivo, amenazador u obsceno.

2. www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt se reserva el derecho a suprimir o editar comentarios.

3. Las opiniones publicadas en este espacio corresponden a las de los usuarios y no a www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt

4. Al enviar un mensaje el autor del mismo acepta las normas de uso.