radio
Telefonia do Alentejo

Nova Ponte do Albardão melhora acesso rodoviário entre Évora e Reguengos

Fonte: Câmara de Évora

02 Agosto 2017

Decorreu no dia 31 de Julho, a cerimónia de abertura ao tráfego da Variante do Albardão (entre Évora e Reguengos de Monsaraz) e da nova ponte sobre o rio Degébe. Uma obra concretizada em cerca de um ano e que permite uma significativa melhoria das condições de circulação e de segurança rodoviária naquela zona. É também um importante contributo para o desenvolvimento local como via de ligação aos concelhos de Reguengos e Mourão e ao Empreendimento de Alqueva.

Refira-se que o investimento, da responsabilidade da empresa Infraestruturas de Portugal, cujo custo foi de 2,6 milhões, incluiu a construção de variante à EN256 na zona da Ponte do Albardão (com uma extensão de 2,7 quilómetros) e de uma nova ponte sobre o Rio Degébe, com um comprimento total do tabuleiro de 117,5 metros.

O evento contou com a presença de várias individualidades, entre elas os autarcas de Évora e de Reguengos de Monsaraz, deputados e o Ministro do Planeamento.

Após o descerramento de placa referente a esta data, seguiram-se as intervenções, a primeira destas feita pelo Diretor de Gestão da Rede Rodoviária, Carlos Santinho Horta, que fez a apresentação da obra e realçou a sua importância estratégica.

Seguiu-se o Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, que salientou o valor do trabalho realizado para a melhoria da segurança rodoviária e para o desenvolvimento do turismo na região. Agradeceu ao Governo a resolução da situação e o modo tão célere como sucedeu, considerando igualmente que "é de louvar esta boa despesa pública que aproxima mais Reguengos de Monsaraz de Évora e de Espanha" com os ganhos que isso representa. Considerou ainda que o próximo passo a ser falado entre os autarcas de Évora e Reguengos deve ser a Variante de acesso à IP2, um troço necessário dado os acidentes já aí ocorridos.

"Hoje é um dia muito feliz para a Vendinha, Reguengos e Évora, pois ultrapassámos um dos pontos rodoviários mais negros do distrito ao longo de dezenas de anos", considerou também o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá.

Evidenciando os benefícios que traz esta nova infraestrutura, o autarca destacou a importância da cooperação estabelecida entre a Câmara de Reguengos e a de Évora nesta matéria, defendendo a capacidade de trabalho conjunto em prol do desenvolvimento dos concelhos e do Alentejo. Expressou o seu reconhecimento ao Governo pela obra "que mostra que o investimento público é absolutamente determinante para o desenvolvimento de Portugal" e referiu ainda a necessidade de construção do novo Hospital Central de Évora e da Variante do IP2.

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, mostrou satisfação pela finalização desta obra e pelo que ela representa para a segurança e qualidade de vida das populações, sendo também uma homenagem aos que aqui pereceram e às suas famílias. Reconheceu o preconceito que houve no passado contra o investimento público, algo que está agora a mudar e apontou uma série de investimentos em preparação.

O Hospital de Évora foi indicado como um dos prioritários e a ligação ferroviária Sines/Caia (contemplando o troço Évora/Elvas) foi igualmente mencionada pelo ministro que anunciou ainda a aposta do Governo na conservação e melhoria da segurança da Rede Rodoviária Nacional. Trata-se de um investimento de 100 milhões de euros nos próximos três anos, sendo as empreitadas lançadas já a partir do mês de Agosto.

OPINIÓN DE NUESTROS LECTORES

Da tu opinión

Incorrecto intentelo de nuevo
NOTA: Las opiniones sobre las noticias no serán publicadas inmediatamente, quedarán pendientes de validación por parte de un administrador del periódico.

NORMAS DE USO

1. Se debe mantener un lenguaje respetuoso, evitando palabras o contenido abusivo, amenazador u obsceno.

2. www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt se reserva el derecho a suprimir o editar comentarios.

3. Las opiniones publicadas en este espacio corresponden a las de los usuarios y no a www.radiotelefoniadoalentejo.com.pt

4. Al enviar un mensaje el autor del mismo acepta las normas de uso.