O Fluviário de Mora deverá receber na próxima terça-feira, 13 de Julho, o visitante número 900 mil.

A Câmara Municipal de Mora pretende assinalar a ocasião com a oferta de um pack com dormida e refeições, proporcionados pelas unidades de alojamento e restaurantes locais, assim como a visita a alguns pontos de interesse locais, onde se incluem o Fluviário de Mora e o Museu Interativo do Megalitismo.

Para um projeto tão diferenciador como tem sido o Fluviário de Mora, 900 mil visitantes é sinónimo de sucesso mas também de continuidade. Foi inaugurado a 21 de Março de 2007 e começou por ser o único equipamento deste género na Europa e o terceiro em todo o mundo. À data da sua construção era também o maior projeto municipal construído no Alentejo, ou seja, uma obra emblemática do poder local que comportou um custo de 7,5 milhões de euros. Um investimento expressivo que valeu ao Concelho de Mora um impulso importante para o seu desenvolvimento socioeconómico.

O Fluviário de Mora, localizado no Parque Ecológico do Gameiro, em Cabeção, é considerado como o principal ex- libris do Concelho. Trata-se de um museu vivo dedicado aos ecossistemas de água doce, que dá a conhecer mais de 600 exemplares e 69 espécies de três continentes – Europa, Ásia e África – onde se incluem as famosas lontras. Quem procura o Fluviário de Mora, sabe que encontrará o contacto com a natureza, não fosse o Concelho de Mora rico em património natural, ao qual o Fluviário também faz jus. Mas procuram igualmente a riqueza gastronómica e histórica que tão bem caracterizam o Concelho.

Na sua história o Fluviário de Mora tem sido alvo de algumas distinções meritórias de destaque: em 2007, prémio de Melhor Museu Nacional; em 2017, Distinção Iniciativa atribuída pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo; seis Certificados de Excelência Tripadvisor em diversos anos.

Fonte: Nota de Imprensa / Câmara Municipal de Mora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, introduza o seu comentário!
Please enter your name here